Vigilância em Saúde do RS capacita equipes com nova estratégia contra dengue

Como parte do trabalho de contenção de epidemias de mosquitos, voltadas principalmente ao Aedes a Egypti, transmissor da dengue, o Centro de Vigilância Sanitária do Estado (Cevs) está realizando uma série de treinamentos sobre um novo método de controle, denominado Pulverização Residual Interna ( BRI) .-Aedes). Já são 120 municípios capacitados e aptos a iniciar a pulverização.


A técnica envolve a aplicação de inseticida em áreas de repouso dos insetos. A estratégia de controle vetorial fez parte de um projeto piloto desenvolvido em colaboração com o Ministério da Saúde, cujos resultados apresentaram bons indicadores e o órgão passou a recomendar ações para todo o país. No Rio Grande do Sul, o método começou a ser desenvolvido como projeto piloto no início de 2023.


A cidade de Ijuí recebeu esta semana um treinamento com a participação de representantes de 19 municípios das 14ª e 17ª Coordenadorias Regionais de Saúde e agentes de vigilância em saúde da Fundação Municipal de Saúde Santa Rosa.


O método é recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA. Estudos realizados em outros países demonstraram que, após uma única aplicação, observa-se uma redução significativa ao longo dos meses no número de casos de doenças transmitidas pelo Aedes.


A formação sobre pulverização de resíduos interiores está a ser planeada e realizada por todos os coordenadores regionais que a solicitem. A execução dependerá da capacidade operacional e do interesse de cada município.


A pulverização geralmente é realizada de forma preventiva entre os meses de dezembro e fevereiro, com o objetivo de reduzir a incidência, prevalência, morbidade e mortalidade de arboviroses urbanas, como dengue, zika e chikungunya. Este ano, em antecipação aos casos de dengue no estado, a Divisão de Vigilância Ambiental flexibiliza a implementação ao longo do ano, seguindo os critérios técnicos já estabelecidos.

+ There are no comments

Add yours