Governo do estado intensifica preparativos para Cúpula Sul do Brasil

O Rio Grande do Sul se prepara para sediar, mais uma vez, o South Summit Brazil (SSB). A terceira edição do encontro de inovação acontecerá no Cais Mauá, em Porto Alegre, de 20 a 22 de março. Como coorganizador, o governo do estado atua desde o planejamento até a execução e está em fase de preparação do evento, que promete ser ainda maior que os anteriores.

“Assim que terminou o evento de 2023, começamos a pensar na edição deste ano. Como codiretor da Cúpula Sul do Brasil, o Estado realiza um trabalho transversal, envolvendo diferentes secretarias. Atuamos em múltiplas frentes, inclusive cuidando da programação, promovendo ações sociais, montando estruturas e apoiando a segurança”, explica o vice-governador Gabriel Souza, chefe do Escritório de Projetos Especiais (GPE), do qual inicia a Cúpula Sul do Brasil.

Ainda em fevereiro, o governo do estado promoverá eventos preparatórios do SSB em quatro cidades do Rio Grande do Sul. Serão realizados encontros regionais em Pelotas e Caxias do Sul, preparando o ecossistema local para aproveitar ao máximo as oportunidades geradas pelo evento. Em Panambi e Capão da Canoa serão realizadas duas edições especiais do Caminhos da Inovação, que também cobrirão o evento. Rotas da Inovação é um projeto liderado pela Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (SICT) que reúne atores de ecossistemas de inovação para traçar estratégias regionais.

Por meio da Secretaria Extraordinária de Inclusão Digital e Apoio às Políticas de Equidade (Seidape), o Estado prepara 12 ações sociais para promover o acesso ao evento de diversos grupos sociais, especialmente aqueles em situação de vulnerabilidade social. Haverá conferências, prestação de serviços, concursos, mentorias e incentivos à economia circular. Tal como na edição anterior, a ideia é alargar o âmbito do SSB e incluir as pessoas menos favorecidas economicamente.

Outra iniciativa já consolidada é o Hackatchê, ação promovida pela Secretaria de Educação (Seduc) que oferece um desafio aos estudantes da rede estadual de ensino. Os alunos devem desenvolver ideias que possam dar vida às startups. No ano passado, foram inscritos mais de 130 projetos. Gratuitas, as inscrições para este ano já estão abertas e vão até 1º de março. Um dos prêmios será uma viagem internacional. A equipe vencedora participará do South Summit em Madrid.

Além disso, o Estado realiza um trabalho contínuo ao longo do ano, incentivando o envolvimento dos principais parques, universidades, polos e centros de inovação. “A missão não termina quando as portas do Cais Mauá se fecham. Pelo contrário. É uma construção permanente de todos os atores envolvidos neste projeto, para que os frutos sejam colhidos no médio e longo prazo”, acrescenta Gabriel.

O governo do Rio Grande do Sul é coorganizador da Cúpula Sul Brasil. Nascido há dez anos na Espanha, o evento está em sua terceira edição no Brasil, após chegar ao país em 2022, por meio de iniciativas e parcerias firmadas pelo Estado.

South Summit Brasil traz cofundador do Waze

Como destaque, a edição deste ano traz nomes mundialmente conhecidos na área de inovação, como o empresário israelense Uri Levine, cofundador do Waze e conselheiro do Moovit, um dos principais responsáveis ​​pelo fato dessas startups se tornarem unicórnios ( quando empresas nascentes atingem um valor de mercado superior a US$ 1 bilhão).

Ao longo dos três dias, o programa contará com a participação de cerca de 500 palestrantes de diversos países. São esperados 24 mil participantes, mil investidores e 138 fundos de investimento. A instalação também será ampliada este ano. Com a integração de mais um armazém no Cais Mauá, haverá ampliação da área construída e útil, que chegará a 38 mil m², além de mais áreas cobertas e assentos em painéis e exposições.

Edições anteriores

Os números do South Summit Brasil expressam o sucesso das duas primeiras edições realizadas no Estado. A concorrência entre startups, por exemplo, mais que dobrou de um ano para o outro. Em 2022, foram 991 inscrições e mais de duas mil em 2023. As expectativas do público também foram superadas. Inicialmente eram esperadas cinco mil pessoas. Na primeira edição, 18 mil pessoas participaram do evento e na segunda mais de 22 mil.

Além disso, no ano passado o evento recebeu visitantes de 50 países, 900 palestrantes, sete mil empresas, mais de cem fundos de investimento (30 deles internacionais) e cerca de 600 investidores. Pelo app oficial do evento foram feitas mais de 40 mil conexões e agendados mais de mil encontros no local.

Texto: Juliana Dias (Secom) e Ascom GVG
Montagem: Rodrigo Toledo França/Secom

+ There are no comments

Add yours