Estado registra segunda morte por dengue em 2024

Informações corretas terça-feira (2/6) às 20h20: Em 2024, o Rio Grande do Sul registrou até o momento 5.163 notificações de casos suspeitos de dengue. Destes, 2.534 foram confirmados.

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), vinculado à Secretaria de Saúde (SES), confirmou nesta terça-feira (2/6), a segunda morte por dengue no Rio Grande do Sul em 2024. Trata-se de um Homem de 65 anos, residente em Santa Cruz do Sul, com comorbidades ocorridas no dia 1.

A SES ressalta que é importante que as pessoas procurem atendimento médico nos serviços de saúde assim que perceberem os primeiros sintomas. Desta forma é possível evitar o agravamento da doença e uma possível evolução para o óbito.

Principais sintomas

  • Febre alta (39°C a 40°C), com duração de dois a sete dias;
  • Dor retroorbital (atrás dos olhos);
  • Dor de cabeça;
  • Dor corporal;
  • Dores articulares;
  • Mal-estar geral;
  • Náusea;
  • Vomitar;
  • Diarréia;
  • Manchas vermelhas na pele, com ou sem coceira.

Prevenção

A população deve tomar medidas para evitar a proliferação e circulação de mosquitos Aedes aegizi, limpando e verificando as áreas internas e externas das casas ou apartamentos para eliminar toda a água estagnada no interior dos objetos. Essa simples atitude evita que o mosquito nasça, interrompendo seu ciclo de vida na fase aquática. O uso de repelentes também é recomendado para maior proteção individual.

Situação epidemiológica

Em 2024, o Rio Grande do Sul registrou até o momento 5.163 notificações de casos suspeitos de dengue. Destes, 2.534 foram confirmados. Em 2023, foram registrados mais de 34 mil casos indígenas da doençaou seja, a infecção ocorreu no próprio Estado, além de 54 mortes.

Texto: Ascom SES
Edição: Secom

+ There are no comments

Add yours