Empresária catarinense desaparece durante férias no Rio Grande do Sul

Estimated read time 2 min read

A empresária catarinense Daniela Cristina Guterres Moraes, 34, está desaparecida desde 31 de janeiro. Segundo informações da Polícia Militar (PM), ele estava de férias na cidade de Teutônia, localizada no Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul, onde visitava familiares.

A empresária catarinense está desaparecida desde 31 de janeiroA empresária catarinense está desaparecida desde 31 de janeiro – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

Daniela é empreendedora de beleza e mora na cidade de Capinzal, localizada na zona oeste de Santa Catarina. Ele tem uma filha, também residente no estado. A idade da filha não foi divulgada.

Uma empresária catarinense saiu de casa carregando apenas o celular

Segundo relatos, na manhã do dia 31, Daniela saiu da casa da irmã para passear, levando consigo apenas o celular. Vestindo uma blusa preta e jeans rasgados, ela foi dada como desaparecida no mesmo dia.

O celular de Daniela morreu no fim de semana e ela não recebeu nenhuma ligação ou mensagem desde então, segundo informações da Polícia Militar de Teutônia.

O Ministério Público pretende solicitar o rastreamento do celular de Daniela para reconstituir seus movimentos e facilitar a busca. Foi criada uma conta no Instagram para divulgar o desaparecimento de Daniela.

Foi criado um perfil na rede social para ajudar na busca por Daniela – Foto: @desaparecida_daniela/Disclosure/NDFoi criado um perfil na rede social para ajudar na busca por Daniela – Foto: @desaparecida_daniela/Divulgação/ND

Problemas com família e saúde mental

Segundo a família, a principal preocupação é a possibilidade de Daniela ter se perdido em uma área arborizada, da qual ela tinha pouco conhecimento.

Em contato com a Polícia Militar de Teutônia, eles informam que as buscas continuam – Foto: divulgação/NDEm contato com a Polícia Militar de Teutônia, eles declaram que as buscas continuam – Foto: Divulgação/ND

As autoridades não descartaram a possibilidade de a mulher ter deixado Teutônia por vontade própria. Verificou-se também que Daniela pode estar enfrentando problemas psicológicos e familiares, o que pode contribuir para o pensamento desorganizado.

Em contato com a Polícia Militar de Teutônia, declaram que as buscas continuam. Porém, até o momento, nenhum vestígio de Daniela foi identificado.

Entre no grupo e receba as principais novidades
de Chapecó e região na palma da sua mão.

+ There are no comments

Add yours