Dengue em Porto Alegre: casos crescem 10 vezes em um ano e mais de 40 bairros estão em estado crítico | Rio Grande do Sul

Equipe realiza fiscalizações conjuntas em áreas monitoradas para epidemias de dengue em Porto Alegre — Foto: Pedro Piegas/PMPA

OU número de pessoas infectadas com dengue em Porto Alegre aumentou 10 vezes nas primeiras semanas de 2024 em comparação com o mesmo período do ano passado.

eles eram cinco casos ano passado. Este ano o número saltou para 51. Os dados correspondem ao período entre o último dia de 2023 e 3 de fevereiro.

Segundo informações da Secretaria de Saúde do município, 31 casos foram contraídos na cidade (casos autóctones), 13 foram importados (a infecção ocorreu fora da cidade) e sete não apresentavam local específico de infecção.

O número de casos suspeitos também cresce: no mesmo período passou de 95 para 911.

Dos dados da Secretaria emerge que:

  • O maior percentual de infectados em Porto Alegre tem entre 41 e 50 anos;
  • Quanto ao género, a maioria (51%) dos doentes são homens;
  • Os principais sintomas relatados são febre, mialgia (dor no corpo) e dor de cabeça (dor de cabeça).

42 bairros com infestação crítica

A cidade ainda tem 42 dos 46 bairros monitorados, com índice crítico de infestação do vetor dengue. São eles:

  • Mário Quintana
  • Passagem de Pedra
  • Jardim Leopoldina
  • Vila Ipiranga
  • Jardim Sabará
  • Bom Jesus
  • Petrópolis
  • Assistente
  • Azenha
  • Teresópolis
  • Santa Teresa
  • Sarandí
  • Santa Rosa de Lima
  • Rubem Berta
  • Costa e Silva
  • Chácara das Pedras
  • Vila Jardim
  • Jardim Carvalho
  • Santana
  • nova aldeia
  • Partenon
  • Higienópolis
  • Deus garoto
  • Nonoai
  • Cavalhada
  • Glória
  • Tristeza
  • Jardim Itu
  • Passo de areia
  • Santo Antônio
  • Cidade Baixa
  • Três Figueiras
  • Jardim Botânico
  • Jardim Europa
  • Jardim Lindóia
  • Bela Vista
  • Aparício Borges
  • Camaquã
  • Bela Vista
  • São Sebastião
  • Vila João Pessoa
  • Vila São José

+ There are no comments

Add yours