Amarrada a uma cruz, mulher morre em suposto ritual no cemitério do RS

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul (PCRS) prendeu, na madrugada deste sábado (2/10), um casal suspeito de envolvimento na morte de uma mulher em suposto ritual em um cemitério. A vítima teria sido amarrada a uma cruz e espancada em um cemitério da cidade de Formigueiro, interior do estado.

Das investigações resulta que o crime foi cometido durante um suposto rito religioso, noticia o portal g1. O delegado responsável pelas investigações especificou que os cônjuges terão que responder por homicídio qualificado com tortura.

Segundo a polícia, o marido e o filho da vítima estavam presentes no local do crime. Eles levaram a mulher ao hospital, mas ela sucumbiu aos ferimentos e morreu. Os familiares da vítima foram interrogados pelas autoridades policiais e liberados.

O relatório de Metrópole entrou em contato com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, mas não obteve resposta até a publicação deste texto. O espaço permanece aberto.

+ There are no comments

Add yours