Prefeitura de Porto Alegre e Viamão assinaram contrato para privatização da Carris Porto-Alegrense nesta terça-feira (23)

Estimated read time 2 min read

Foto: Gabriel Cafruni/Ônibus Brasil

A nova empresa manterá as mesmas rotas e pretende adquirir 62 novos ônibus até 2024

VINCIO DE OLIVEIRA

Nesta terça-feira, 23 de janeiro de 2024, foi assinado o contrato de privatização da Companhia Carris Porto-Alegrense entre a Prefeitura de Porto Alegre e a Empresa de Transporte Coletivo de Viamão.

Antes da conclusão da privatização, haverá um período de transição de aproximadamente 90 dias, durante o qual uma comissão formada por engenheiros e gestores da prefeitura prestará auxílio na operação do serviço.

A administração pública destacou que não estão previstas alterações nas rotas do sistema de transporte público.

“Cumprimos a missão e os compromissos assumidos pela gestão. A privatização da Carris é um processo fundamental para o futuro dos transportes públicos na nossa cidade com o objetivo de modernizar e melhorar o sistema. Não há cidade sem mobilidade urbana. Este é um verdadeiro passo para melhorar o serviço aos utentes e não aumentar os custos no bolso dos cidadãos que dependem deste meio de transporte”, afirmou o presidente da Câmara Sebastião Melo.

Até 2024, a empresa Viamão deverá investir cerca de R$ 60 milhões na compra de 62 novos ônibus, todos equipados com ar condicionado, e seis veículos desse total estão em articulação.

Dos 1.125 colaboradores no ativo da Carris, 718 permanecerão em funções durante os primeiros 12 meses após a assinatura do contrato, de acordo com um aviso publicado pelas autoridades públicas.

O documento destaca ainda que outros 177 cobradores não poderão ser demitidos pelo mesmo período. Dessa forma, 80% dos colaboradores terão estabilidade garantida por pelo menos um ano assim que Viamão assumir suas atividades.

Vinícius de Oliveira, para o Diário do Transporte

Compartilhe o relatório nas redes sociais:

+ There are no comments

Add yours