Conheça a “ovitrampa”, armadilha que usa levedura de cerveja para atrair mosquitos da dengue no RS | Rio Grande do Sul

Estratégia simples e econômica contra a dengue

🦟 Uma tática diferente é adotada 52 municípios do Rio Grande do Sul como forma de mapear a população de Templos dos Egípciosmosquito que transmite a dengue.

🍺A “ovitrampa” use o levedura de cerveja para atrair a fêmeaque procura espaços com água parada para depositar seus ovos.

🌱 Dentro vaso com água natural, tem uma pequena picareta de madeira. A água é jogada fora depois de cinco dias, enquanto o material é enviado para um laboratório que conta os ovos.

🔎 Isso é possível reconhecer os locais com maior proliferação do inseto E fortalecer o combate aos mosquitos.

🏙️ Em Estância Velha, região metropolitana de Porto Alegre, o município identificou 5 mil ovos depositados em armadilhas em janeiro. Em dezembro de 2023 eram 1.200 ovos.

“Deslocamos agentes de saúde que atuam em outros locais para fazerem a fiscalização lá”, explica Eliane Fleck, coordenadora da Vigilância em Saúde do município.

📈 Segundo o Centro de Vigilância Sanitária do Estado (Cevs), RS é o primeiro estado a usar “ovitrampas” em larga escala. Cada uma das 52 cidades envolvidas na acção tem entre 50 e 100 armadilhas.

‘Ovitrap’, armadilha de levedura de cerveja usada contra dengue no RS — Foto: RBS TV

“É uma estratégia de baixíssimo custo”, afirma Marcelo Vallandro, vice-diretor do Cevs.

↪️ No total, 466 dos 497 municípios do RS registram infestações do mosquito da dengue, ou 94% das cidades do estado. A Secretaria de Estado de Saúde já confirmou isso 2.900 casos da doença E duas mortesum em Tenente Portela e outro em Santa Cruz do Sul.

Escolha com ovos do mosquito da dengue retirados de armadilha no RS — Foto: RBS TV

+ There are no comments

Add yours