Bombeiros já registraram 60 mortes por afogamento no RS em pouco menos de dois meses | RDCTV

Estimated read time 1 min read

Foto: reprodução

Desde 16 de dezembro de 2023, início da Operação Verão, o Rio Grande do Sul registrou pelo menos 60 mortes por afogamento. Os dados consideram apenas os serviços realizados pelo Corpo de Bombeiros Militar e não consideram acidentes com participação de outras empresas e casos em piscinas.

O número registrado em pouco menos de dois meses já equivale ao total registrado pelo Corpo de Bombeiros Militar entre dezembro de 2022 e março de 2023. Dos 60 casos já registrados nesta temporada, 55 ocorreram em águas interiores e cinco no mar. Nenhum desses locais foi monitorado por salva-vidas.

A última morte registrada pelos bombeiros militares ocorreu na tarde deste sábado (10), na Lagoa Fortaleza, em Cidreira, Litoral Norte. A vítima foi Carlos Ademir Klement, 46 anos. A lagoa é monitorada, mas o ponto onde ocorreu o afogamento fica a 2,5 quilômetros do posto de guarda, portanto não é adequado para banho.

O Corpo de Bombeiros também divulgou dados que abrangem o período desde o início da operação até março. Assim como as informações deste ano, estes são apenas incidentes tratados pela própria empresa.

  • 2022/23 – 60
  • 2021/22 – 64
  • 2020/21 – 33 (período de pandemia Covid-19)

+ There are no comments

Add yours